quarta-feira, dezembro 26, 2007

Concerto na Lousã - 22 de Dezembro de 2007

No passado dia 22 de Dezembro, a Astedixie Jazz Band deu um concerto de Natal a todos aqueles que foram ao Window's Café Bar, na Lousã. A época é de festa e foi isso que se fez. O bar estava cheio de gente que não arredou pé, mesmo depois de termos começado a tocar!

O concerto teve início por volta das 23h e só bem perto da 1h é que decidimos deixar de incomodar a vizinhança. Pelo meio, ficaram temas como Ice Cream, Willie the Weeper e Rudolph, the Red-Nosed Reindeer. Contámos com a participação da Susana Correia, no já famoso dueto com o Clarinetix em Dans les rues D'Antibes e com a ajuda do nosso amigo Detlef e a sua washboard, já na parte final do nosso concerto.

Deste modo, a Astedixie Jazz Band deseja a todos um óptimo Natal e um excelente ano de 2008, com tudo aquilo que mais desejarem, na companhia daqueles que vos enchem o coração de alegria.

segunda-feira, dezembro 17, 2007

Concerto na Lousã - 15 de Dezembro de 2007

No passado dia 15 de Dezembro (sábado) a Astedixie Jazz Band juntou-se à Banda Filarmónica Lousanense, para um concerto de Natal. O espectáculo teve lugar na sede da Sociedade Filarmónica Lousanense, com início às 21h30.

A abrir o espectáculo esteve a banda filarmónica da Lousã, que entre outros temas, tocou alguns de Natal. Para mim foi uma re-estreia, já que durante cerca de 2 anos estive afastado da banda. Foi giro voltar a tocar trompete!

A seguir à actuação da banda filarmónica, e uma vez que o ambiente estava frio (ou não fosse esta a época dele), a Astedixie Jazz Band apareceu para aquecer um pouco. Não tocámos muito tempo, mas foi o suficiente para pôr algumas pessoas a dançar. Contámos com a participação da Susana para fazer um dueto com o Clarinetix em Dans les rues D'Antibes, e porque se tratava de um concerto de Natal, tocámos a nossa versão do Rudolph, the Red-Nosed Reindeer.

O próximo concerto será na Lousã, no dia 22 de Dezembro, no Window's Café Bar. Apareçam!

segunda-feira, dezembro 10, 2007

Feliz Natal!

Por tudo aquilo que vocês representam para nós, a Astedixie Jazz Band deseja-vos, a todos, um Feliz Natal.

video

quinta-feira, dezembro 06, 2007

Concerto cancelado

O concerto que estava agendado para o dia 7 de Dezembro, no People, em Coimbra, foi cancelado. Pedimos desculpa, mas somos alheios a esta decisão.

sábado, novembro 24, 2007

Parabéns, Rafael!

Na 6ª feira (23 de Novembro), o nosso Washboardix fez anos. Claro que não podia deixar passar este dia sem fazer referência a este acontecimento, tão especial para o "Tone". E especial por vários motivos: No dia do seu aniversário não conseguiu bater palmas e os abraços ficaram-se só pelos meios abraços (o braço ao ombro não dava para mais). Não foi por isso que não se fez a festa e, a chegarmos ao dia 23 de Novembro, pudemos comer um bolo bem bom. Esperemos, pois, que para o próximo ano o "Tone" já possa comemorar o aniversário a 100%.

Parabéns, Rafael!

quarta-feira, novembro 14, 2007

Concerto em Coimbra - 7 de Dezembro de 2007

No próximo dia 7 de Dezembro, a Astedixie Jazz Band vai estar no People, em Coimbra. O concerto está previsto começar por volta das 23h, mas podem ir mais cedo para beber um copo antes de começar a barulheira. Para quem não sabe, o People é um bar que fica no Parque Verde, junto ao rio Mondego.

sábado, novembro 10, 2007

Concerto na Lousã - 10 de Novembro de 2007

No dia 10 de Novembro, inserido na comemoração do 40º aniversário do jornal O Trevim (um semanário regional), a Astedixie Jazz Band subiu ao palco do Cine-Teatro da Lousã, num espectáculo que teve início às 21h30 e que contou, igualmente, com a presença do Coro Misto e da Banda da Sociedade Filarmónica Lousanense.

Destacando-se da formalidade das duas formações anteriores, a Astedixie Jazz Band trouxe a irreverência e a alegria própria do dixieland. Já que se tratava da comemoração de um aniversário, o ambiente que se pretendia era de festa e foi isso que tentámos fazer.

Quem esteve em destaque foi o nosso Wasboardix que, durante todo o concerto, tocou apenas com uma mão! Não porque ele quisesse tocar assim, mas porque foi forçado a tal, uma vez que há uns dias mandou uma queda de bicicleta que lhe pôs um ombro em obras. A verdade é que a diferença pouco se fez notar e o que podia vir a ser catastrófico correu até bastante bem, o que leva a crer que mais um braço só lhe estorva. Com um bocado de sorte, ele ainda se habitua a tocar assim.

Contámos também com a participação da já nossa conhecida amiga Susana Correia que, em dueto com o Clarinetix, interpretou o tema Dans les rues des Antibes. O Clarinetix que não se ponha a pau...

No final do nosso concerto, recebemos um ramo de flores e chamámos ao palco os elementos do Coro Misto e da Banda Filarmónica da Lousã para cantar e tocar When The Saints Go Marching In.

sábado, outubro 27, 2007

Concerto em Palmela - 20 de Outubro de 2007

No dia 20 de Outubro a Astedixie Jazz Band levou o dixie a passear até Palmela. Inserido no 3º Festival Internacional de Música «Terra de Cultura», o concerto teve início cerca das 22h, na sede da Sociedade Filarmónica Palmelense «Loureiros» e contou com a participação de 3 bandas nacionais.

A começar o concerto, os Cottas Club, uma banda de dixie do Bombarral, entrou na sala de espectáculos com Bourbon Street Parade! Durante todo o seu concerto, os Cottas Club deram a conhecer vários temas tradicionais do dixieland, provando que do Bombarral não vem só bom vinho...

A seguir aos Cottas Club, chegou a vez de entrar em acção outra banda, os Melech Mechaya, que nos levaram a uma viagem pela música klezmer. "Uma viagem pela tradição judaica, unindo aromas árabes, ritmos ciganos, e momentos de simples "bate-o-pé", de Hungria a Israel, dos Balcãs a Nova Iorque." Segundo eles dizem, é um tipo de música não aconselhável a quem tem problemas de coração e isso percebe-se depois de os ouvir. Foi puxar pelo público até não dar mais.

A terceira banda da noite foi a Astedixie Jazz Band. Regressando novamente ao dixieland, o público presente pôde conhecer outras músicas tradicionais do dixie. Temas como Willie The Weeper, Bie Mir Bist Du Schöen, New Orleans Stomp, entre muitos outros, fizeram as delícias do pessoal.

Para terminar o espectáculo, todos os músicos subiram ao palco, para uma jam session. Foi o final perfeito para um espectáculo... espectacular!

O próximo concerto da Astedixie Jazz Band está marcado para o dia 10 de Novembro, na Lousã. Isto, claro está, se não aparecer outro antes. Apareçam!

terça-feira, outubro 23, 2007

Concertos da Astedixie Jazz Band

Uma vez que as férias, seguidas de uma apendicite aguda, me afastaram daqui e dos palcos durante algum tempo, vou apenas fazer referência aos locais por onde a Astedixie Jazz Band passou ultimamente e nos quais não pude participar. Não quero com isto dar menor relevância, até porque pelo que me contaram, os concertos foram bastante interessantes e lamento muito não ter podido estar presente. O que se passa é que, para além de alguns dos concertos já terem sido há muito tempo, eu não pude estar presente e, por isso, não posso avançar com os pormenores que fazem de cada concerto um espectáculo único.
No dia 11 de Agosto, a Astedixie Jazz Band foi até ao norte de Portugal, mais propriamente, a Melgaço. O concerto estava inserido na 25ª edição da Festa da Cultura e... bem, apenas tenho a dizer que o nosso Clarinetix esteve à altura. Acreditem que nunca o ouviram a tocar como ele tocou aqui!
No dia 14 de Setembro, Vila Real foi o destino da Astedixie Jazz Band. Este foi o primeiro de alguns concertos que a minha apendicite aguda me impediu de estar presente. Não se tratou propriamente de um concerto, mas sim de uma animação de rua. Está-se mesmo a ver que foi uma animação! Queria aqui deixar um especial agradecimento ao Pedro Santos, banjista dos Desbundixie, pela rápida disponibilidade em me substituir. Muito obrigado por termos podido contar contigo, ainda por cima quando foste contactado tão em cima da hora!
No dia 15 de Setembro, para não perder o ritmo, a Astedixie Jazz Band "jogou" em casa. Inserida nas Noites de Verão, organizadas pela Câmara Municipal da Lousã, esta animação de rua levou o dixie aos ouvidos dos lousanenses. Para este concerto, contámos com a presença do João Francisco, que já foi o banjista da banda no início de tudo. Por isso, acho que o meu lugar esteve muito bem representado.
No dia 14 de Outubro, a Astedixie Jazz Band e os Dixie Gringos voltaram a estar juntos em palco, num concerto inserido na Festa da Arte, na Lousã. Foi um evento organizado pelo Movimento Artístico de Coimbra, do qual faz parte um amigo nosso (Sérgio Eliseu), e no qual tivemos todo o gosto em participar, ou não fosse a música uma arte! Mais uma vez, Dixie Gringos e Astedixie Jazz Band partilharam o palco no final do concerto. Mais uma vez, agradeço o apoio dado pelo João Francisco.

Concerto em Vila Nova de Poiares - 8 de Setembro de 2007

No dia 8 de Setembro, a Astedixie Jazz Band teve como palco a Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Poiares. Ao contrário do que tem sucedido em edições anteriores, este ano a Feira teve lugar nas ruas da vila e não no pavilhão de desportos. Isto permitiu que a Feira tivesse outra dimensão e coube-nos a nós animar as pessoas que, modéstia à parte, foram lá para nos ouvir.

É claro que não foram lá de propósito para nos ouvir, mas já que lá estavam, tiveram que nos gramar. Não é por nada, mas por onde passávamos deixávamos marca e notou-se que as muitas pessoas que ali estavam gostaram muito de nos ver e ouvir. Dançaram, cantaram, bateram o pé, eu sei lá... Foi um verdadeiro espectáculo! E depois aquele cheirinho que saía das tasquinhas criava um ambiente... delicioso!

Concerto em Sever do Vouga - 3 de Agosto de 2007

Inserido no Festival de Dixie & Blues, a Astedixie Jazz Band foi até Sever do Vouga para mais um serão diferente do habitual. O concerto teve lugar no Parque Urbano da Vila, uma zona verde, bastante bonita e agradável, com condições óptimas para um espectáculo de música.

Depois do check sound habitual, fomo-nos preparar para o concerto. O mesmo será dizer: fomos jantar! E que bem que se jantou! Apenas um aspecto negativo esteve presente: um enorme cheiro a queimado proveniente de um incêndio florestal que, lamentavelmente, tinha deflagrado ali perto, nesse dia.

Não era nossa intenção incendiar também o parque da vila, mas o que é certo é que a noite ficou mais quente com a nossa presença e com o dixieland a fazer-se passear por entre as pessoas presentes.

segunda-feira, outubro 22, 2007

Concerto em Coimbra - 14 de Julho de 2007

No dia 14 de Julho a baixa de Coimbra teve uma noite diferente do habitual. Numa iniciativa apoiada pelo Inatel e pela Câmara Municipal de Coimbra, Dixie Gringos e Astedixie Jazz Band voltaram a estar juntos num palco, desta vez na Praça Velha.
O concerto, que teve início por volta das 22h, prolongou-se até bem perto da 1h. O recinto estava cheio de pessoas que quiseram assistir, ao vivo e a cores, a um espectáculo diferente. Não digo "espectáculo único", porque já há uns anos nos tínhamos reunido, ali mesmo na Praça Velha, num evento muito semelhante. A diferença é que, desta vez, havia mais pessoas a ver, o que é óptimo e pode deixar a ideia de que mais pessoas estão atentas ao jazz tradicional.
O espectáculo teve início com os Dixie Gringos. Durante cerca de 1h, os sons que percorriam a Praça Velha e as ruas à volta eram dignos de serem ouvidos. Talvez por isso, ao longo do espectáculo, fossem chegando mais pessoas, que depois iam ficando. A seguir à actuação dos Dixie Gringos, chegou a vez da Astedixie Jazz Band subir ao palco, para mais uma dose de dixieland. Foi fantástico ver a reacção do público e, em alguns sítios da praça, conseguíamos ver algumas pessoas a dançar.
No final das duas actuações, e quando tudo parecia ter terminado, deu-se o momento alto da noite, quando as duas bandas subiram ao palco e, em conjunto, tocaram alguns temas. Foi uma noite para não esquecer e para repetir.
O próximo concerto da Astedixie Jazz Band está marcado para o dia 10 de Novembro, na Lousã. Não faltem!

sexta-feira, outubro 19, 2007

Finalmente, de volta!

Depois de algum tempo sem aparecer com novidades, eis-me, finalmente, de volta! Tudo por causa de uma apendicite aguda. De então para cá, fui operado de urgência, tive uma complicação na recuperação, com um ponto que teimava em não fechar, enfim... Uma coisa é certa, no que toca a apêndice, já não vou ter mais chatices!
Com isto tudo, não pude ir aos concertos que, entretanto, a Astedixie Jazz Band tinha programados. Por isso, quero agradecer ao João (que já foi banjista da banda, no início de tudo) o jeito que fez em tocar connosco. Obrigado, João!
Quero também agradecer, não só às pessoas que me desejaram as melhoras, mas também àquelas que vão desejar e só ainda não desejaram porque não sabiam de nada! :)

sábado, julho 21, 2007

Concerto na Lousã - 13 de Julho de 2007

No dia 13 de Julho de 2007, a Astedixie Jazz Band regressou às origens, ou seja, à terra que nos viu nascer. Desta vez, o espectáculo estava inserido na 18ª Mostra de Artesanato e Festival de Gastronomia.

Para o efeito, o palco estava montado no recinto das tasquinhas. O sound-check teve início às 19h, um pouco antes da hora de jantar. A ideia era ter tudo pronto antes do jantar e, assim, não incomodar quem estivesse a jantar. Sim, porque fazer o sound-check não me parece que seja um espectáculo lá muito apetecível.

O jantar, como não poderia deixar de ser, foi numa das tasquinhas presentes no Festival de Gastronomia. A ementa escolhida pela maior parte de nós foi entremeada grelhada com migas. Devo dizer que estava uma delícia!

O espectáculo teve início por volta das 22h. Durante pouco mais de uma hora, os sons do dixieland fizeram parte da ementa de quem estava a jantar. Quem apreciou o concerto bem de perto foram umas crianças que, durante todo o concerto, permaneceram à frente do palco. É bom ver que o dixieland desperta interesse nos mais novos, talvez isso seja um bom sinal para o futuro deste tipo de música!

Concerto em Loures - 30 de Junho de 2007

O último concerto deste mês foi em Loures. Inserido no Teatrartes 2007, o concerto era para ter lugar no cine-teatro dos Bombeiros Voluntários mas, dada a muito pouca afluência de público ao local, a organização do evento questionou-nos se podíamos tocar num parque verde da cidade. Penso que o motivo da fraca afluência de público foi devido à conjugação de vários factores: Ser um sábado à tarde e as pessoas preferirem ir para a praia, em vez de se fecharem num cine-teatro; haver um concerto do Tony Carreira e as pessoas preferirem ir para o recinto do espectáculo dele guardar vez. Estou convicto que, se o concerto fosse à noite, tudo teria sido diferente.
Assim, uma vez que não víamos qualquer inconveniente e queríamos tocar para o maior número de pessoas possível, o concerto teve lugar à sombra de uma árvore num dos parques verdes da cidade. De facto, o número de pessoas a ouvir-nos era um pouco maior mas, ainda assim, não podemos dizer que o parque estava a abarrotar de gente. Talvez para a próxima, tenhamos mais pessoas a ouvir-nos. O que é certo é que, durante cerca de uma hora, as pessoas que ali estiveram ao pé de nós não arredaram pé e as opiniões que ouvimos foram muito boas.

Concerto na Lousã - 22 de Junho de 2007

No dia 22 de Junho, a Astedixie Jazz Band tocou "em casa", num concerto inserido nas festividades do S. João. Todos os anos, na Lousã, o S. João é vivido de forma intensa, o que move multidões para ver não só os espectáculos, mas também a Mostra Comercial e Industrial e a Feira Popular. O momento alto desta festa costuma ser o desfile de marchas sanjoaninas, que este ano teve um número bastante elevado de participações, o que mostra a dedicação dos lousanenses a este evento.

Para a noite de 22 de Julho, a que a Câmara Municipal da Lousã decidiu chamar "Noite da Lousã", estava reservado um espectáculo diferente do habitual. Assim, o espectáculo "Noite da Lousã" contou com a participação de todas as bandas existentes na Lousã, incluindo a Astedixie Jazz Band, que teve como missão abrir a noite.

Uma vez que o S. João é uma festa popular, a Astedixie Jazz Band decidiu abdicar do palco montado para o espectáculo e tocar mais próximo das pessoas. Para o efeito, a "Noite da Lousã" começou com os sons do dixieland no interior da Nave de Exposições. A surpresa foi geral e a experiência foi única. De seguida, tocámos ao longo de toda a feira, com as pessoas a abrirem caminho para podermos passar. Algumas vieram atrás de nós, o tempo todo, outras dançavam enquanto passávamos. Foi lindo!

De regresso à zona do palco, tocámos uma última música, passando o testemunho às restantes bandas, que deram continuidade ao espectáculo.

quarta-feira, julho 18, 2007

Concerto em Amarante- 19 de Junho de 2007


No dia 19 de Junho de 2007, a Astedixie Jazz Band foi até Amarante. Já lá tínhamos estado no ano passado, no final de Agosto, mas nunca é demais lá voltar. A cidade é muito bonita, especialmente a Ponte de São Gonçalo, sobre o rio Tâmega, e a Igreja de São Gonçalo. Talvez por isso, estes sejam os lugares eleitos para os nossos concertos em Amarante.

No ano passado, o nosso concerto teve lugar num palco montado em frente à Igreja de São Gonçalo. Desta vez, o concerto teve um formato diferente. Fomos a tocar ao longo de uma rua que ia dar à Ponte de São Gonçalo e, em frente à Igreja, terminámos o nosso concerto. Embora o café que lá existe se encontrasse fechado, o concerto ter sido a uma 3ª feira à noite e não estar propriamente calor, o número de pessoas que estava presente era significativo e, por isso, mereciam também um forte aplauso.

Eu queria também agradecer ao dono de um café que existe perto da Ponte de São Gonçalo, que nos convidou a irmos até lá depois do concerto. Nós não recusámos o convite e, no final, fomos até lá beber «um café» para a viagem.

terça-feira, julho 17, 2007

Concerto em Abrantes - 13 de Junho de 2007


Ainda mal refeitos dos 4 dias do Festival Internacional de Dixieland, a Astedixie Jazz Band deslocou-se até Abrantes no dia 13 de Junho. Nada melhor do que um concerto a meio da semana, para quebrar a rotina.

A Praça Barão da Batalha, situada no centro da cidade de Abrantes, distingue-se pela presença de estátuas, simulando pessoas sentadas, a apreciar o espaço e as pessoas que passam. O sound check, por ser feito num espaço aberto e público, atraiu a atenção de várias pessoas. Embora um sound check não seja mais do que um pequeno ensaio, um pouco aborrecido para quem está de fora, a verdade é que conseguimos ouvir palmas, como se se tratasse de um espectáculo. Um bom sinal para mais logo.

Antes do concerto fomos jantar. Uma vez que o evento se inseria nas festas da cidade, as barraquinhas de gastronomia marcavam presença e foi numa delas que nos sentámos. O tempo estava a ficar demasiado apertado para jantarmos e prepararmo-nos para o concerto. Começámos o concerto às 21h30, em ponto, ainda um pouco ofegantes da corrida que tivemos que fazer. Durante pouco mais de uma hora, o dixieland foi o que reinou na Praça Barão da Batalha. Uma vez que existiam outros concertos, todos eles com hora marcada, nem tempo tivemos para um extra. Tocamos para a próxima!

Quem esteve a assistir ao concerto foi o nosso amigo Lothar que, aproveitando as férias em Portugal, não pôde deixar de nos ouvir. É impressionante a admiração que ele tem por nós. Como se não bastasse, ainda filmou todo o concerto, pelo que esperamos um DVD, um dia destes. Quem também esteve a bater palmas foi a Cátia, que esteve responsável pelas fotografias e por uns suspensórios para as nossas calças.

domingo, julho 08, 2007

IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede - Dia 4

Chegámos ao 4º e último dia do IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede. Depois de 3 dias intensos, este foi o culminar de um festival que tem, cada vez mais, uma maior expressão a nível nacional e internacional. É, indiscutivelmente, o maior e melhor festival de música que se faz em Portugal e um dos maiores e melhores a nível europeu. Assim, foi um privilégio para a Astedixie Jazz Band fazer parte do grupo de bandas que participou na 4ª edição deste festival.

O domingo acordou com nuvens bastante cinzentas, ameaçando estragar a manhã e a tarde com chuva. A Astedixie Jazz Band tinha um concerto marcado para as 10h em Ourentã, no recinto em frente da igreja. O tempo estava bastante desagradável, com frio, vento e a ameaça constante de chuva. Todavia, e porque começavam a chegar pessoas para nos ouvir, iniciámos o concerto ao som de Bourbon Street Parade. Tudo estava a correr bem até que, a cerca de 15 minutos do final do concerto, a chuva começou a cair. Como alguns dos instrumentos são bastante sensíveis à humidade extrema, nomeadamente o clarinete e o banjo, continuar o concerto à chuva estava fora de questão. Felizmente, alguém teve a ideia de terminarmos o concerto dentro da igreja. Assim, tocámos as últimas músicas dentro da igreja, um local onde jamais imaginaríamos tocar!

No final do concerto, e para não fugir ao que já é tradicional, tínhamos um lanche à nossa espera, no 1º andar do edifício da Junta de Freguesia de Ourentã onde, no final, nos foi oferecido um galhardete da freguesia.

Para a tarde estava reservado o ponto alto deste festival: a street parade. Foi impressionante o número de pessoas que se deslocaram a Cantanhede para ver as bandas participantes no Festival, as Bandas Filarmónicas da Pocariça e Ançã, Associações e Escolas do concelho de Cantanhede, grupos de dança, entretainers, gigantones, charretes, carros antigos, etc. Ao longo das principais artérias da cidade, os passeios estiveram repletos de gente, que batiam palmas entusiasticamente às bandas que passavam. O destino da street parade foi o campo de futebol existente no recinto do festival. Aí, todas as bandas se reuniram e fizeram uma jam session. Durante vários minutos, todos os músicos de todas as bandas tocaram ao mesmo tempo, naquilo que foi o culminar de 4 dias absolutamente fantásticos.

Para terminar, gostaria de endereçar um agradecimento muito especial à nossa amiga Susana, que teve que fazer uma verdadeira maratona até ao hotel, para me trazer uma corda que se tinha partido a meio do desfile.

Quero ainda agradecer o apoio e a admiração que os nossos amigos Lothar e esposa têm por nós e ao meu amigo Tozé Franco, que me encontrou a meio do desfile a substituir a corda que se tinha partido e a quem não dei a atenção que merecia. Foi ele, aliás, que me disponibilizou a fotografia que acompanha este texto.

quarta-feira, julho 04, 2007

IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede - Dia 3

O 3º dia do Festival começou já um pouco tarde para os membros da Astedixie Jazz Band. Uma vez que a noite de concertos acabou já bastante tarde, houve que recuperar as forças para os concertos que íamos ter durante a tarde.

A seguir ao almoço lá nos preparámos para nos dirigirmos até Pocariça. O primeiro concerto da tarde estava previsto para as 15h. O concerto teve lugar num espaço amplo, talvez criado a pensar em espectáculos deste género. Todavia, e porque se tratava de um local criado recentemente, as sombras das árvores ainda eram pequenas, pelo que foi necessário improvisar umas sombras. Nada que uns grandes chapéus-de-sol não resolvessem. Apesar do calor que se fazia sentir, um ventinho e umas cervejas frescas ajudaram a refrescar.

Depois de um concerto de 1h, a organização tinha um lanche preparado para nós, num dos cafés da aldeia. Foi pena não termos tido muito tempo para saborear o lanche, uma vez que às 18h tínhamos outro concerto, desta vez em Outil. Assim, comemos e bebemos qualquer coisa à pressa e lá fomos até Outil. O concerto devia ter lugar à frente da igreja mas, uma vez que o adro era pequeno e as pessoas tinham que ficar do outro lado da estrada para nos poder ver, levámos as pessoas a um café que havia na parte de trás e aí fizemos o concerto. O espaço estava cheio de gente, curiosa por ouvir aqueles sons característicos de New Orleans. A seguir ao concerto, mais um lanche à nossa espera. Estou convencido que me ia dar bastante bem com este estilo de vida!

Uma vez que o último lanche já foi tarde (foi um lanche ajantarado, portanto), o apetite para o jantar era pouco ou nenhum. Tanto melhor assim, que ficávamos com todo o tempo disponível para vermos a abertura de concertos da noite. Desta vez, a animação do recinto estava a cargo dos portugueses Dixie Gringos e das alunas da Escola Secundária de Cantanhede.

As bandas reservadas para esta noite de concertos eram a Postcard Brass Band, a May Day Jazz Band e a Swiss College Dixie Band. A Postcard Brass Band era uma banda portuguesa, que contava com a participação do conceituado Sérgio Carolino. Posso dizer que foi um regalo vê-los tocar, muito embora o estilo de música não fosse propriamente o dixieland. A segunda banda da noite era a May Day Jazz Band, da Holanda. Aproximando os sons ao jazz tradicional, esta banda destacou-se também pela presença em palco. Eram bastantes elementos, o que só de si já chama a atenção, mas a alegria e o ambiente que criaram foi extraordinário. A terminar a noite, veio a Swiss College Dixie Band que, ao contrário do que o nome indica, não vinham da Suiça mas sim do Brasil! Foi uma excelente escolha para terminar a noite.

quinta-feira, junho 28, 2007

IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede - Dia 2

Sexta-feira, 2º dia do festival. Não foi um dia muito diferente do anterior, pelo menos no que tocou à programação reservada à Astedixie Jazz Band. Tal como no primeiro dia, neste a Astedixie Jazz Band só tinha um concerto marcado para as 21h, no recinto do festival. No entanto, foi um dia diferente, na medida em que, como se tratava de um dia de semana, eu tive que ir trabalhar. Segundo sei, os meus colegas tiveram um dia em cheio, e que aproveitaram para ver concertos das outras bandas presentes no festival.

Um dos concertos a que assistiram (eu ainda consegui ver os últimos 30 minutos) teve um percalço... Quando os Los Krokodillos iam para inicar o concerto, um senhor (uma pessoa influente em Cantanhede) tinha falecido nuns sanitários públicos ali ao lado. Com a confusão que se gerou, o concerto esteve prestes a ser cancelado mas lá começou, com algum atraso.

Às 21h, demos o pontapé de partida para mais uma noite de dixieland. Desta vez já não tivémos os problemas da iluminação da noite anterior. Assim, as pessoas que estavam a jantar, para além de nos ouvir, já nos conseguiam ver. A nós e às raparigas da Escola EB 2, 3 da Tocha, que nos acompanharam com passos de dança. Durante cerca de 1h, a animação do recinto esteve ao nosso cargo.

Às 22h teve início a sessão de concertos na Tenda Dixie. Para esta noite, estavam reservados espectáculos dos Dixie Gringos (banda portuguesa, oriunda de Taveiro), que tiveram o privilégio de dar o início a mais um noite espectacular de concertos; Seguiram-se os The Dockside Jazz Band (banda holandesa, composta por senhores bastante simpáticos) e, por fim, os irreverentes Always Drinking Marching Band (banda proveniente de Espanha). Esta última banda, embora não seja propriamente uma banda de dixieland, destacam-se fundamentalmente pela presença em palco e pela animação que proporcionam. O concerto deles, embora tivesse acabado a altas horas da madrugada, conseguiu manter imensas pessoas junto ao palco, a dançar!
Aproveito, desde já, para dizer que o próximo concerto da Astedixie Jazz Band será em Loures, no dia 30 de Junho de 2007, às 16h, no Cine-Teatro dos Bombeiros Voluntários de Loures, no âmbito do Teatrartes 2007. Apareçam!

segunda-feira, junho 18, 2007

IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede - Dia 1

Na 5ª feira deu-se início o tão esperado Festival de Dixieland, em Cantanhede. Ao mesmo tempo que o Festival de Dixieland, decorreu também o Festival Gastronómico Tapas e Papas, que partilharam o mesmo recinto. Deste modo, juntou-se tudo o que era bom (música e comida) no mesmo sítio! A abertura oficial do evento deu-se às 16h, no Marialvas Park Hotel, com a presença de personalidades ligadas à organização do festival e a Cantanhede e de todas as bandas convidadas. Depois de umas breves palavras, procedeu-se à entrega de material promocional do festival, nomeadamente uma t-shirt, um boné, uma bandeira e folhetos contendo o programa (horas e locais dos concertos). Neste Festival, à semelhança do que aconteceu em edições anteriores, as várias bandas tinham concertos pelas diferentes freguesias do concelho de Cantanhede. Deste modo, havia uma descentralização do evento, levando os sons do dixieland ao maior número de pessoas possível.

Os concertos começaram logo neste dia:
- Às 18h, a May Day Jazz Band teve um concerto no recinto do festival;
- À mesma hora, os Dixie Gringos actuaram em Cadima, Olhos de Fercença;
- Às 18h30, na Praça Marquês de Marialva, foi a ver dos Always Drinking Marching Band marcarem presença;
- Às 19h30 os brasileiros Swiss College Dixie Band tocaram no Largo de São João.

Este foi o programa de festas para a tarde de 5ª feira. Para a noite, estavam reservados mais concertos. E esses concertos começaram logo com a Astedixie Jazz Band que, às 21h, iniciaram o espectáculo no recinto do Festival. Acompanhada por alunas da Escola EB 2,3 de Febres, que dançavam e interpretavam coreografias próprias para este tipo de música, a Astedixie Jazz Band marcou presença com o dixie, durante uma hora! Digamos que foi um espectáculo de som, já que a luz teimava em não aparecer. Já era noite escura, quando a Astedixie Jazz Band deu por encerrado o seu espectáculo, e o recinto completamente às escuras!!! Felizmente, o problema foi resolvido e os concertos na Tenda Dixie não foram postos em causa. Até cerca das 3h da madrugada, o espectáculo foi absolutamente fabuloso, com a excelente Jurbena Jazz Band, Dixie Gang (que contou com a presença de Jorge Palma) e os extraordinários Los Krokodillos!

Amanhã à noite (19 de Junho), por volta das 21h30, a Astedixie Jazz Band vai estar em Amarante. Apareçam!

segunda-feira, junho 11, 2007

Jam Session no Café Santa Cruz (Coimbra) - 6 de Junho de 2007


No passado dia 6 de Junho teve lugar, no lindíssimo Café de Santa Cruz (Coimbra), uma jam session para promover o IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede. Embora este festival tenha tido início apenas no dia 7 de Junho, na prática ele começou um pouco mais cedo.

Assim, pouco passava das 23h quando alguns músicos de algumas bandas presentes no festival fizeram soar as primeiras notas, naquela que seria uma noite diferente das habituais para as pessoas que estavam presentes (e eram muitas). Até mais ou menos às 2h, o dixieland foi Rei e Senhor no Café de Santa Cruz e, durante a jam session, os músicos iam-se revezando no palco destinado para o efeito.

O ambiente era extraordinário e serviu para mostrar às pessoas o verdadeiro espírito do dixieland. Nessa noite, pude ainda encontrar-me com alguns amigos, que fizeram com que a noite fosse ainda melhor! O convívio proporcionado foi extremamente agradável e seria óptimo que noites como esta se pudessem repetir mais vezes. A presença inesperada de colegas de trabalho (Firmino, Alice e Francisco) também se fez sentir e, pelo feedback que pude receber, a jam session foi um sucesso e, por isso, o objectivo desta sessão foi atingido. Estava dado o primeiro passo para quatro dias espectaculares.

Nos próximos dias irei dar conhecimento de como foi sendo o festival ao longo dos quatro dias. Entretanto, aproveito para informar que o próximo concerto da Astedixie Jazz Band vai ser já no próximo dia 13 de Junho às 21h30, na Praça Barão da Batalha, em Abrantes. Apareçam!

segunda-feira, maio 28, 2007

Mistério...

Hoje, enquanto andava na Internet, fui ter ao site promocional do IV Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede. Talvez por curiosidade, fui ao link "Artistas" e fui ver o que tinham a dizer acerca das bandas que vão estar presentes no festival. É sempre interessante conhecer o percurso percorrido por bandas mais experientes que nós.

Ao chegar à Astedixie Jazz Band deparei-me com uma surpresa que, apesar de não ser muito boa, me fez sorrir. Eu passo a explicar: Para cada banda, existe uma apresentação (uma em português, outra em inglês). Não sei por que motivo, a descrição da nossa banda em inglês está feita de tal forma que parece uma laracha!!! Segundo parece, aquele texto em inglês foi traduzido por um daqueles dicionários que existem na Internet (o do Google, por exemplo), que fazem traduções à letra. O resultado é, simplesmente, hilariante! É que a informação que se consegue tirar da versão em inglês, para além de não ter nada a ver com o texto em português que nós enviámos para a organização, está escrita de uma maneira que duvido que alguém vá perceber!!! Daí surge a questão: Donde é que veio aquele texto?! Mistério...

Ficam aqui alguns excertos:
  • "(...)institution that always supported us and it continues us to support, and for the which we everybody felt an enormous affection..."

  • "It was not a jazz any, that that was we shown by a German band..."

  • "For our Band, which was christening like ASTEDIXIE BAND..."

Português
Inglês

sábado, maio 19, 2007

Concerto em Santiago de Compostela - 16 de Maio de 2007


O dia 16 de Maio de 2007 foi particularmente importante para a Astedixie Jazz Band. Pela primeira vez tocámos no estrangeiro, pelo que agora já podemos dizer que somos uma banda conhecida a nível internacional, o que para nós é fantástico! Santiago de Compostela foi o palco da nossa primeira internacionalização.

O dia começou cedo, com o almoço mais cedo do que é habitual, uma vez que tínhamos pela frente uma viagem relativamente grande. O ponto de encontro era em Albergaria (perto de Aveiro), onde tínhamos à nossa espera uma carrinha alugada por nós. Como não sabíamos como seria a nossa recepção em Espanha, levámos duas apoiantes connosco: a Cátia e a Susana, a quem agradecemos todo o apoio que nos têm dado. A partida deu-se por volta das 14h30, com chegada prevista a Santiago de Compostela às 18h30 (19h30 em Espanha). A viagem para lá correu bastante bem e os horários foram cumpridos. A Lena, veio ter connosco, deu-nos todas as instruções e levou-nos ao local do concerto: a Praza do Toural.

Depois do check sound e antes do jantar ainda tivemos tempo para dar uma volta pelas ruas da parte histórica de Santiago de Compostela e visitámos a catedral.

A seguir ao jantar fomos com a Lena provar um licor de café, bem potente! Como ainda tínhamos um concerto e uma viagem pela frente não pudemos abusar. O concerto teve início por volta das 24h e, assim que começaram a soar as primeiras notas, as pessoas começaram a juntar-se na Praza do Toural, para nos ouvir. Devo dizer que foram um público bastante entusiasta e foi um orgulho para nós ouvir alguns espanhóis a gritar "Portugal, Portugal"! Algumas pessoas não resistiram e deram um pezinho de dança em frente ao nosso palco. Durante aproximadamente 1h30 sem parar, os espanhóis presentes na Praza do Toural foram envolvidos pelos sons tradicionais de New Orleans. A ver pelas reacções, tenho quase a certeza que gostaram bastante. Nós também gostámos muito e esperamos regressar em breve! Escusado será dizer que, até hoje, foi o nosso melhor concerto no estrangeiro!

No final do espectáculo, fomos confraternizar um pouco e bebemos uns cafés para aguentarmos a viagem de regresso, que teve um pequeno percalço. A carrinha precisava de gasóleo para continuarmos a viagem e, por incrível que possa parecer, todas as estações de serviço na auto-estrada em Espanha estavam fechadas entre a meia-noite e as 6h! Como não podíamos esperar até tão tarde decidimos sair em Vigo e tentar a nossa sorte no centro da cidade. Depois de algumas voltas por aquelas ruas desconhecidas, lá conseguimos encontrar umas bombas abertas! Foi como encontrar um oásis no deserto.

A meio da viagem, já em Portugal, parámos numa área de serviço para esticar um pouco as pernas e comer qualquer coisa, uma vez que o jantar já tinha sido todo consumido. Chegámos a casa já passava das 6h30 e já era de dia. Não vou dizer que não tenha ficado cansado, mas posso assegurar que a experiência foi tão boa que compensou largamente todo o cansaço. Agora, é só esperar pelo próximo espectáculo. Se não aparecer nada antes, será em Cantanhede, no IV Festival Internacional de Dixieland, de 7 a 10 de Junho de 2007.


segunda-feira, maio 14, 2007

Concerto em Mealhada - 12 de Maio de 2007

No passado sábado, a Astedixie Jazz Band foi até à Bairrada, tão famosa pelo leitão! Muito embora houvesse vontade de trincar umas peles de leitão assado, a verdade é que tal não aconteceu. Mais oportunidades virão, certamente.


Este concerto teve lugar numa quinta, próxima da Mealhada, contando com um número restrito de espectadores, já que se tratava de um casamento. Não é que nos agrade muito tocar neste tipo de eventos, uma vez que o centro das atenções não são os músicos, fazendo com que o nível de interactividade entre o público e nós não seja o desejável. Mas dadas as circunstâncias, é perfeitamente compreensível. Afinal de contas, um casamento não é propriamente um espectáculo de variedades! Todavia, há sempre alguém interessado nesta língua universal que é a música e que propicia conversas e contactos interessantes.


Durante aproximadamente 1h30, os convidados foram brindados com o som característico do dixieland. Podemos assegurar que as pessoas gostaram de nós, já que não fomos alvo de apupos ou outras manifestações menos boas. Talvez por não sermos o centro das atenções tivesse feito com que passassemos despercebidos. A verdade é que na parte final da nossa intervenção, o número de pessoas que nos rodeava tinha aumentado!


Para este concerto, contámos com a colaboração do Adriano (trompetista dos Dixie Gringos), uma vez que o nosso Cornetix estava indisponível. A ele enviamos os mais sinceros agradecimentos.


O próximo concerto da Astedixie Jazz Band é já no próximo dia 16 de Maio, em Santiago de Compostela.

segunda-feira, maio 07, 2007

Concerto na Lousã - 5 de Maio de 2007




Esqueci-me de referir que na 6ª feira, no concerto em Sardoal, estreamos uma washboard novinha em folha. O Rafael estava todo orgulhoso e entusiasmado por, finalmente, ter um instrumento à sua altura (embora a outra também não fosse má). A verdade é que um "brinquedo" novo é sempre um brinquedo novo. Esta nova washboard foi adquirida pela Astedixie Jazz Band, por intermédio de um amigo nosso: o Peter Walton.

Acontece que este nosso amigo fez anos e, no sábado, decidiu juntar a malta para comemorar. Uma vez que ele até gosta de nos ouvir e tem-nos prestado algum apoio, achámos por bem dedicar-lhe umas músicas. Assim, a Astedixie Jazz Band fez mais uma aparição, desta vez na Lousã, no já habitual Window's Café Bar. Muito embora o concerto não tenha sido grande (talvez tenha durado meia hora), ele foi grandioso e a boa disposição não faltou, ou não estivessemos nós numa festa: a festa de aniversário do Peter.

O próximo concerto da Astedixie Jazz Band vai ser quase uma excepção àquilo que costumamos fazer. Vamos tocar num casamento, no próximo dia 12 de Maio. Até breve!

domingo, maio 06, 2007

Concerto em Sardoal - 4 de Maio de 2007

No passado dia 4 de Maio (sexta-feira), a Astedixie Jazz Band rumou ao Sardoal para mais um concerto. Sardoal, uma pequena vila do distrito de Santarém, mas grande na hospitalidade e na paisagem que proporciona a quem lá vai.Devido à actividade profissional de alguns elementos da banda (eu incluído), não foi possível desfrutar plenamente da paisagem proporcionada pelo Sardoal. Após chegada ao local onde iria decorrer o concerto (Centro Cultural de Gil Vicente - notável pelas excelentes condições) procedeu-se ao sound-check.

O jantar foi servido num pequeno restaurante, no centro da vila (visível à direita, na imagem ao lado). Trata-se de um restaurante, situado junto à Câmara Municipal, que em tempos terá sido um lagar. Ainda são visíveis, à entrada, uns enormes potes onde seria guardado o azeite ali fabricado. Devo dizer que fomos muito bem servidos, não só pela qualidade da refeição, como pela simpatia do senhor que nos recebeu.

O concerto teve início às 21h30, com a nossa entrada na sala de espectáculo feita ao jeito de parada. Assim, entrámos na sala pela porta por onde toda a gente entrou, envolvendo o público que estava a assistir com os sons típicos de New Orleans. Tivemos pena que o público que assistiu ao concerto não tivesse sido suficiente para encher a sala, mas queremos agradecer às pessoas que estiveram lá e dizer-lhes que foram fantásticas! Como se costuma dizer, eram poucos mas bons.
O final do concerto foi também feito ao jeito de parada. Desta feita, saímos da sala pela porta por onde todos saíram. Tocámos ainda uma música no hall de entrada do Centro Cultural, onde recebemos uma última ovação por parte do público que nos assistiu. Foram quase duas horas de puro divertimento.

Eu queria aqui deixar também o agradecimento à Cátia pelo apoio que nos deu neste dia e pelo facto de ter tornado possível o registo em vídeo e fotografia deste concerto. Muito obrigado!

segunda-feira, abril 16, 2007

Concerto em Matosinhos- 14 de Abril de 2007


No passado Sábado, 14 de Abril de 2007, a Astedixie Jazz Band esteve em Matosinhos para promover o 11º Matosinhos em Jazz.
Este evento, que vai decorrer entre 18 e 21 de Abril de 2007, irá ter lugar no salão nobre da Câmara Municipal de Matosinhos e no Auditório da Exponor.
Para promover este evento, a Astedixie Jazz Band percorreu algumas das ruas mais movimentadas de Matosinhos! Ao mesmo tempo que os sons do dixieland invadiam a rua, as pessoas iam tendo conhecimento do evento, através de pequenos folhetos entregues por pessoas da organização.
Foi também feita uma deslocação ao Porto. Como era muito longe para ir a pé, entrámos no Metro e lá fizemos a festa. Acho que as pessoas gostaram daquela viagem diferente, com direito a música ambiente ao vivo. O maior problema era com os seguranças a pedirem-nos os bilhetes, coisa que nós não tinhamos!!! Ao invés disso, a organização tinha um documento que nos autorizava a utilizar o Metro nas nossas deslocações!
Gostaria de deixar aqui os maiores cumprimentos ao António Ferro e ao Camões pela excelente companhia e pelo apoio prestados!

domingo, abril 15, 2007

Parabéns, Celso!

Continuando a senda dos aniversários, na sexta-feira (dia 13 de Abril), o Cornetix fez anos. Não sei se teve azar em fazer anos numa sexta-feira 13, mas de ficar um ano mais velho não se livrou. Deixo aqui os meus parabéns por mais uma Primavera, e que esta data se repita por muitos e longos anos, sempre na nossa companhia!

Parabéns, Celso!

P.S. Amanhã escrevo mais qualquer coisa acerca deste fim-de-semana.

segunda-feira, março 19, 2007

Parabéns, Luis!

Para não fugir muito àquilo que eu tenho vindo aqui escrever ultimamente, desta vez foi o Clarinetix que fez anos. 17 de Março foi, por isso, um dia de festa, que coincidiu com o melhor dia da semana para se comemorar um aniversário, ou seja, Sábado!

Parabéns, Luis!

domingo, março 04, 2007

terça-feira, fevereiro 27, 2007

Concerto na Lousã - 24 de Fevereiro de 2007

Bem... Parece que o blogger está para me pregar partidas hoje. Vamos tentar de novo:

No passado Sábado, a Astedixie Jazz Band teve o seu primeiro concerto de 2007, no Window's Café Bar, na Lousã. Como estavam reunidas todas as condições (eu já tinha chegado e o bar estava cheio), demos início ao nosso concerto às 22h30. Durante duas horas e meia, brindámos as pessoas com os sons de New Orleans. Devo dizer que o público foi fantástico e não arredou pé!

Para a 2ª parte do concerto estava reservada uma surpresa: A Susana (que já foi nossa «bombeira» no II Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede) fez dueto com o Clarinetix. Na verdade, nos últimos ensaios ela tem sido presença assídua para tornar isto possível. Eu notei um certo nervosismo da parte dela, antes da actuação, mas achei melhor não tocar no assunto, não fosse ela ficar ainda mais nervosa. É costume dizer-se que só nos rimos da desgraça dos outros, mas eu consegui controlar-me e, a verdade, é que a Susana portou-se muito bem!

Assim sendo, só me resta agradecer ao público que esteve presente e à Susana, pela sua colaboração.

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Parabéns, Renato!

Ontem, no dia de Carnaval (!), o nosso Tubalix fez anos! Não sei se o facto de fazer anos num dia dedicado à palhaçada quer dizer alguma coisa. A verdade é que, quando estamos ao pé dele, a boa disposição é praticamente garantida, pelo que me ocorre dizer que este dia podia muito bem ser dedicado a ele. Digamos que foi uma maneira diferente de passar um dia especial.

Parabéns, Renato!

segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Parabéns, Sandra!

Hoje, 12 de Fevereiro, é um dia especial não só para a Astedixie Jazz Band mas, fundamentalmente, para a Sandra. Faz hoje anos que nasceu uma menina que viria a ser trombonista. É isso mesmo, a Sandra está de parabéns! Espero que este dia seja realmente especial e que o possas repetir por muito tempo. Parabéns!

terça-feira, fevereiro 06, 2007

Gravações II

No passado Sábado (3 de Fevereiro de 2007), praticamente um mês depois da última sessão de gravações para a maqueta, a Astedixie Jazz Band voltou a reunir-se para continuar a gravar. Na primeira sessão houve trabalho que ficou por fazer e, portanto, teve que se dar seguimento ao trabalho iniciado.

Desta vez, o trabalho baseou-se na repetição de algumas músicas que não tinham ficado bem e que, por isso, não podiam ser incluídas na maqueta. Uma vez que na primeira sessão não houve tempo para o fazer, teve que se adiar para a 2ª sessão. Por se tratar de um estilo de música onde há muito improviso, a mesma música nunca fica igual, há sempre uma parte ou outra que varia ligeiramente. A tentativa de deixar a música em condições para depois ser remasterizada e tratada leva a alguns perfeccionismos e uma parte menos bem conseguida é motivo para repetirmos a música. Daí que o trabalho do estúdio seja bastante desgastante. Repetir uma música tantas vezes quantas as necessárias até ficar boa não é fácil.

Para além da repetição de algumas músicas, um dos trabalhos que ficou por fazer na 1ª sessão de gravações foi a adição de vozes em algumas músicas. Optámos por gravar as músicas sem vozes e adicioná-las apenas no final. Assim, todas as músicas que gravámos não tinham voz e as partes em que era suposto cantarmos soavam estranhas, vazias... Quando todas as músicas ficaram prontas, passámos à cantoria. Com uns auscultadores nos ouvidos, ouvíamos o que tínhamos tocado e, quando chegava a parte das vozes, cantávamos. Talvez pela falta de prática e pelo facto de existirem segundas vozes, a primeira música foi a que demorou mais.

Por volta das 8h da noite acabou a fase de gravações e, da nossa parte, ficou tudo feito. Agora vem a parte talvez mais complicada e chata de uma gravação: a edição e tratamento do som, a remasterização, entre outras coisas que nós percebemos pouco. Esse cargo deixamos para o João Carlos que, mais uma vez, teve a enorme paciência de nos aturar.

segunda-feira, janeiro 08, 2007

Gravações

Como se costuma dizer: ano novo, vida nova. Tendo em conta esta frase, o último Sábado foi bastante intenso para a Astedixie Jazz Band. Há já bastante tempo que todos nós éramos da opinião de que a Astedixie Jazz Band devia gravar um CD mas, durante este tempo todo, temos andado a adiar. Os estúdios são bastante caros e a disponibilidade não tem sido muita. Finalmente, com o início de 2007, tal passou a ser uma realidade.
Durante todo o dia de Sábado, estivemos no estúdio de um amigo nosso a fazer gravações, no sentido de tornar realidade um desejo de longa data. A ideia principal não é gravar e editar um CD, mas sim fazer uma maqueta que possamos apresentar quando nos for solicitado um concerto. Muitas vezes, para podermos realizar um concerto, as entidades que nos contratam pedem uma maqueta, para terem uma ideia do tipo de música que tocamos e a forma como tocamos. Até hoje, tivemos dificuldades e as “maquetas” que apresentávamos eram músicas gravadas ao vivo, algumas com uma qualidade bastante má. Por isso mesmo, sempre achámos necessário gravar uma maqueta em condições.
Este Sábado foi um dia bastante cansativo e desgastante para todos nós, uma vez que as músicas não saíam bem logo à primeira. Tínhamos que gravar várias versões da mesma música, de modo a podermos aperfeiçoar alguns erros ou algumas partes menos bem conseguidas. O resultado final ainda não está obtido, na medida em que é necessário estudar quais as versões candidatas ao CD e gravar as vozes. Depois desta etapa, é necessário fazer todo o trabalho de edição de som, que ficará ao cargo do nosso amigo João Carlos.
A ele temos que agradecer toda a dedicação e paciência que teve (e está a ter) connosco.

terça-feira, janeiro 02, 2007

Feliz 2007!

A Astedixie Jazz Band deseja a todos um excelente ano de 2007. Que este novo ano permita a realização de todos os vossos desejos.